Exibindo todos 7 resultados

Alface Crespa

R$3,50
Hortaliças herbáceas Nome científico: Lactuca sativa L. Uma das principais vantagens delas é a crocância.

Alface Roxa

R$5,30
A Alface Roxa exibe essa coloração porque contém antocianina, pigmento de efeito antioxidante. Ele blinda as células de agressões, favorecendo, assim, a longevidade. Já a crespa reúne uma quantidade ligeiramente maior de vitamina C, outra substância que combate radicais livres.

Couve Manteiga

R$3,50
A couve é uma planta comestível que pertence à família Brassicaceae, assim como o brócolis e a couve-flor. Este legume fornece vários nutrientes ao organismo, como a vitamina C e A e minerais como potássio, cálcio e ferro, conferindo vários benefícios para a saúde. Este é um vegetal versátil, que pode ser consumido fresco, cozido ou em sucos, por exemplo. A couve pode ser encontrada no supermercado, em várias cores, como verde, roxo, branco e vermelho, com as suas folhas lisas ou onduladas
Informação Nutricional
Fontes: USDA
Quantidade por 
Calorias 32
Gorduras Totais 0,6 g
Gorduras Saturadas 0,1 g
Gorduras Poliinsaturadas 0,2 g
Gorduras Monoinsaturadas 0 g
Colesterol 0 mg
Sódio 17 mg
Potássio 213 mg
Carboidratos 5 g
Fibra Alimentar 4 g
Açúcar 0,5 g
Proteínas 3 g
Vitamina A 5.019 IU Vitamina C 35,3 mg
Cálcio 232 mg Ferro 0,5 mg
Vitamina D 0 IU Vitamina B6 0,2 mg
Cobalamina 0 µg Magnésio 27 mg

Escarola

R$3,50

Benefícios da escarola

- Fortalecimento do sistema imunológico; - Prevenção de doenças cardiovasculares; - Recuperação muscular; - Auxílio ao funcionamento do intestino; - Prevenção do câncer; - Auxílio no emagrecimento; - Combate à anemia; - Contribuição para a saúde dos ossos.

Hortelã

R$5,30
Nome científico: Mentha spicata
Classificação superiorMenta
Informação Nutricional
Fontes: USDA
Quantidade por 
Calorias 44
Gorduras Totais 0,7 g
Gorduras Saturadas 0,2 g
Gorduras Poliinsaturadas 0,4 g
Gorduras Monoinsaturadas 0 g
Colesterol 0 mg
Sódio 30 mg
Potássio 458 mg
Carboidratos 8 g
Fibra Alimentar 7 g
Proteínas 3,3 g
Vitamina A 4.054 IU Vitamina C 13,3 mg
Cálcio 199 mg Ferro 11,9 mg
Vitamina D 0 IU Vitamina B6 0,2 mg
Cobalamina 0 µg Magnésio 63 mg

Mangelicão Doce

R$5,30
O manjericão é uma planta medicinal e aromática também conhecida como Manjericão-de-folha-larga, Alfavaca, Basilicão, Anfádega e Erva-rea, muito utilizada para fazer remédios caseiros. Os benefícios do manjericão:

1. Tratamento de resfriados

Um dos benefícios do manjericão é a melhora do sistema imunológico. Suas folhas são utilizadas no tratamento de resfriados. É recomendável mastigá-las para o alívio de resfriados e gripes. As fortes propriedades do manjericão antibióticas protegem o organismo contra bactérias e as infecções causadas por elas.

2. Alívio de tosse

O Manjericão é ingrediente de xaropes e expectorantes. Dores de garganta também podem ser aliviadas com um gargarejo com água fervida com folhas da planta. A erva é ainda eficaz para outros problemas respiratórios, tais como asma e bronquite.

3. Melhorar o sistema imunológico

A melhora do sistema imunológico também é um dos benefícios do manjericão. Estudos mostram que vários componentes químicos da planta aumentam a produção de anticorpos em até 20%. Ao fortalecer o sistema imunológico a planta protege contra asma, alergias, artrite, câncer, gripes e resfriados. Para melhores resultados, recomenda-se dar preferência à folha fresca e não seca.

4. Anti-estresse

As folhas de Manjericão também são apontadas por diminuir o estresse. Especialistas recomendam mascar 10 a 12 folhas de Manjericão, duas vezes por dia, para prevenir o estresse e os problemas decorrentes deste mal.

5. Melhora da visão

A Vitamina A presente no manjericão possui propriedades antioxidantes, altamente benéficas à saúde ocular. Apenas 100g de manjericão fresco correspondem à dose diária recomendada de Vitamina A ao organismo.

6. Melhorar a pele

Outros benefícios do manjericão são a prevenção do surgimento de acnes e aceleração o processo de recuperação de feridas na pele. O seu extrato ajuda a eliminar as bactérias presentes na derme, que resultam no entupimento dos poros, a principal causa da acne.

Propriedades do manjericão reduzem a inflamação da pele e são utilizadas no tratamento de outros problemas, como micose, psoríase e picadas de insetos. A erva é considerada excelente na prevenção e tratamento do câncer de pele.

7. Melhora a saúde bucal

Estudos apontam que as propriedades do Manjericão também são eficazes no combate ao mau hálito e doenças periodontais.

8. Elimina pedras nos rins

O Manjericão tem poderoso efeito no funcionamento dos rins. Para otimizar o órgão, é indicado o consumo de 6 folhas frescas com água, em jejum. Para quem sofre de pedras nos rins é bom misturar suco extraído de manjericão com mel e tomar a mistura diariamente durante aproximadamente 6 meses. O procedimento facilita a eliminação das pedras nos rins pela urina. A planta ainda é benéfica para a cura de diversos problemas urinários.

9. Tratar problemas de estômago

O consumo de Manjericão também faz bem para o sistema digestivo. O suco extraído de suas folhas pode tratar dores de estômago ou cãibras. Seu chá ainda é utilizado para tratar outros problemas comuns de estômago, como prisão de ventre, indigestão, pilhas e acidez. Suas propriedades medicinais ajudam ainda a curar úlcera gástrica e úlcera péptica, além de melhorar o funcionamento do fígado.

10. Alívio de dor de cabeça

Mais um dos benefícios do Manjericão é sua função de relaxante muscular. A planta pode ser mastigada, ingerida como chá ou ainda ser aplicada como óleo diretamente no corpo para aliviar a tensão nos músculos e as dores de cabeça.

11. Sistema cardiovascular

Os poderosos componentes antioxidantes encontrados na erva ajudam a baixar o nível de colesterol e reduzir as chances do desenvolvimento da doença da artéria coronária. Propriedades do manjericão como o magnésio auxiliam relaxando os músculos e melhorando o fluxo sanguíneo no organismo.

12. Sistema respiratório

A erva também favorece a saúde respiratória, pois ajuda a melhorar o desempenho dos pulmões. Os óleos essenciais de Manjericão são bons para curar a bronquite e congestão dos pulmões. A planta também é muito útil no tratamento da tuberculose.

13. Sistema nervoso

A melhoria das funções cerebrais ainda é outro dos benefícios do manjericão, uma vez que ele normaliza os níveis de neurotransmissores no cérebro. O seu extrato funciona como um tônico cerebral e ajuda a aguçar a memória.

Rúcula

R$5,30

Benefícios da rúcula

Faz bem para a visão

Por ser fonte de carotenoides (precursores de vitamina A), a rúcula faz bem para a saúde ótica. Ela ajuda a prevenir a degeneração macular, uma doença que atinge a retina e leva a perda progressiva da visão. Isso ocorre porque a planta é rica em betacaroteno, luteína e zeaxantina, nutrientes conhecidos por proteger a retina, a córnea e outras partes dos olhos dos danos causados pelos raios ultravioletas. Vale ressaltar que a vitamina A não é produzida pelo corpo humano. Dessa maneira, devemos obtê-la por meio do consumo de alimentos que possuam o nutriente. Nos vegetais, essa vitamina é encontrada nas folhas verdes.

Ajuda na imunidade

Fonte de vitamina C, a rúcula fortalece o sistema imunológico, ajudando a eliminar radicais livres. Dessa forma, ao consumir a hortaliça, o corpo responde melhor aos processos infecciosos e ao estresse oxidativo. A vitamina C também não é produzida pelo organismo, portanto, é importante consumir alimentos com esse nutriente com frequência.

Melhora a saúde do coração

Um estudo concluiu que ingerir vegetais de folhas verdes pode proteger o coração de doenças. Já outra pesquisa divulgada no Journal of the American Heart Association mostrou que consumir esses vegetais com frequência reduz o risco de aterosclerose em mulheres mais velhas. Esse problema de saúde acontece quando se acumula gordura nas artérias, o que aumenta o risco dos problemas cardiovasculares. Vale ressaltar que a vitamina K desempenha um papel importante na saúde cardíaca e diminui a mortalidade decorrente de doenças cardiovasculares. Esse nutriente ajuda a prevenir a calcificação das artérias, que é uma das principais causas de ataques cardíacos. Além disso, a rúcula possui uma pequena quantidade de ômega 3 em sua composição, que participa da limpeza das artérias, atuando como fator protetor do coração.

Faz bem para a digestão

O gosto amargo da rúcula ocorre devido à presença de sulforafano, substância que ajuda a prevenir inflamações no intestino e facilita o processo digestivo em pessoas que sofrem com excesso de acidez no estômago. Esse efeito positivo se dá porque a planta estimula a produção da bile pelo fígado. Por isso, o consumo de saladas com folhas cruas de rúcula antes das refeições é benéfico.

Aumenta a saciedade

O consumo regular de rúcula ajuda a controlar a fome. Isso ocorre porque ela aumenta a saciedade devido à presença das fibras, que retardam o esvaziamento gástrico e fazem com que a pessoa se sinta saciada por mais tempo, consumindo menos alimentos.

Diminui o risco de diabetes

Diversas pesquisas mostram que consumir vegetais com frequência diminui as chances de uma pessoa desenvolver diabetes. Por conta das fibras, o alimento também é benéfico para quem já tem diabetes, uma vez que reduz a velocidade da absorção de glicose.

Ajuda na prevenção do câncer

Pesquisas mostram que consumir regularmente vegetais crucíferos (como a rúcula) diminui o risco de desenvolver câncer. Isso acontece porque esses alimentos contêm uma substância conhecida como glucosinolatos que combate o crescimento de células cancerosas.

Contribui com a saúde dos ossos

rúcula contém vários nutrientes essenciais para a saúde óssea, como cálcio e vitamina K. A deficiência desses nutrientes aumenta o risco de fraturas ósseas.